Respirante em ebulição.

Luiza Sarmento, Brazil

15.7.10

Preservem os mistérios insondáveis



Quem veio primeiro? O Ovo ou a galinha? Sempre que ouvia essa pergunta me sentia apaziguada. Tanto faz! …Afinal de contas não vamos ter resposta sempre, pra tudo. Não devemos nos preocupar tanto… no final a gente sabe que os dois vão pro mesmo lugar… Afinal de contas eu como os dois… Um pensamento típico de topo da cadeia alimentar, eu sei. Mas era reconfortante como leite quente, antes de dormir (sem precisar contar carneirinhos). Me livrava de ter que estar no controle o tempo todo. Era simplesmente uma pergunta retórica.

E não é que os vegetarianos são realmente menos culpados que nós, carnívoros. A galinha veio primeiro! Anunciam os jornais. Segundo pesquisas inglesas, (que ainda tem recursos pra gastar com esse tipo de recusa à inexorabilidade da vida, mesmo com a crise na Europa!) o ovo é um conjunto de cristais gosmentos que se formam dentro da galinha, que se juntam numa mesma causa ovo. Ou seja: A vida não passa de um experimento em andamento!

Isso é tão humano! - Deve estar pensando Deus remexendo suas coisas no seu cofre de segredos, que acaba de ser assaltado, mais uma vez, por seu filho levado. Para mim a frase soa como: Ah! Esse moleque tá ficando esperto! ( Ele dá uma risada, coça a barriga, abre uma cerveja e sai arrastando os chinelos, orgulhoso, enquanto volta pra sua aposentadoria). Sei que para outros grupos as coisas podem ser bem diferentes, já dando até em inquisição, em tempos mais hostis. Galileu que o diga!

Imagine o Colombo! Que sem conseguir matar a charada, ao menos comemorou tê-lo colocado de pé. Nesse momento deve estar se revirando no caixão, e se perguntando onde foi que errou. Bem, acredito que essa notícia seja a ponta de um Iceberg. Assim como foi ao mapeamento do genoma. O que mais estará por vir? Qual a próxima resposta a ser desvendada? O que acontecerá depois que os segredos de Deus acabarem? Desafio alguém a responder: E a galinha? De onde veio afinal? Ai, ai… Adeus quietude e paz de espírito. Gostaria que sobrasse algum espaço para o imponderável.

6 comentários:

Maldito disse...

Sim. Existe muitas outras perguntas ainda esperando para serem respondidas. Mas a humanidade é assim,..procuramos ETs e cometas mas não procuramos conhecer os nossos vizinhos!
Bjs

deni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
deni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
deni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Querida Luiza,
quem vem primeiro é a idéia do ovo/galinha. Quando existe uma idéia verdadeira, ela se prova por si só e a galinha existe. "Penso logo existo".
Jean

Evaristo Calixto disse...

Querida Luiza,

A gente não pode ser radical a ponto de se acomodar ao insondável.

Os ingleses da pesquisa sobre a primazia do ovo ou da galinha, sem o saberem, estão tentando alargar o limite da racionalidade humana. Inconscientemente, reconhecem que a racionalidade humana é muito limitada e tentam dar seu contributo para "desamesquinhá-la", ganhar para ela algo mais da Racionalidade Superior.

Porém, entendo o sentimento que a levou escolher esse ângulo para seu post. É o da entrega, o de assimilar conhecimento por outros meios, pois os usuais normalmente estão no lodaçal do imediatismo, do materialismo mais interesseiro.

Certo dia vi um cartum a mostrar o seguinte: numa recepção, a secretária chama: "Próximo!". Na primeira fila da espera, a galinha e o ovo se entreolham, imóveis. Genial!

Beijos, você é muito preciosa.